segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Médico tem arma apontada para cabeça ao ser confundido com assassino no RN

 
O médico potiguar Cleiton Jácome passou por grande 'susto' na noite do último sábado (05), quando saía do Shopping Cidade Jardim, em Natal. Em relato no seu perfil do Facebook, Jácome afirmou que foi ameaçado de morte - inclusive, tendo uma arma apontada para sua cabeça, por um homem que o confundiu com um assassino.
 
Cleiton explicou que estava dentro do carro por volta de 18h30, quando um homem o abordou e, apontando uma arma para sua cabeça, mandou ele descer do veículo. Em seguida, o homem mandou o médico deitar no chão 'de barriga para baixo' e pediu para não olhar para seu rosto. Inicialmente, ele achava se tratar de um assalto.
 
Segundo o médico, o homem dizia que ele tinha matado uma mulher. O profissional respondia afirmando que nunca havia matado ninguém, e que era trabalhador.
 
"Me colocaram no chão de barriga pra baixo e pediram pra não olhar pra ele, e com a arma apontada pra mim, aí disseram que eu tinha matado uma mulher, eu disse que nunca matei ninguém que era uma pessoa de bem um médico e trabalhador", relatou Jácome.
 
Em seguida, surge uma mulher gritando que não era o médico o alvo que eles procuravam. A mulher mostrou a foto no celular ao homem, relatou Jácome. "Só depois quando viu que não era eu, tirou a arma da minha cabeça, mandou eu ir embora", disse.
 
Pela rede social, Jácome agradeceu ao apoio e mensagens que recebeu. O médico, natural de Tenente Ananias, foi candidato a prefeito na cidade de Venha Ver, interior do RN.

Portal Mossoró Hoje

Acompanhe nossas Novidades no Facebook. Clique AQUI para CURTIR nossa FAN PAGE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário