quinta-feira, 31 de março de 2022

Prefeito Bibi de Nenca cumpre ameaça e corta ponto dos professores em Campo Grande

A vida dos professores de Campo Grande, município da região Médio Oeste do Rio Grande do Norte não tem sido fácil em 2022, depois da aprovação do novo piso do magistério sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, os mesmos tem vivido um verdadeiro calvário. Tendo em vista que o atual prefeito Francisco das Chagas Eufrásio Vieira de Melo "Bibi de Nenca" (MDB) não quer pagar o reajuste que também foi aprovado pela Câmara dos Deputados estaduais na última semana.

Veja mais 

Inclusive, ele cumpriu uma das ameaças que prometeu em uma live que aconteceu no último dia 24/3, Bibi cortou o ponto de 61 professores que estão realizando uma parada requerendo que o gestor cumpra com a lei.

Veja mais 

Em um tom agressivo o mesmo havia prometido descontar o salário dos profissionais que não retornassem a sala de aula, e assim o fez. Ontem dia que o executivo municipal realizou o pagamento dos funcionários, os docentes municipais foram surpreendidos com os cortes encontrados em seus contracheques, alguns desses inclusive batendo quase a casa dos R$ 800,00. 

Um verdadeiro ato de autoritarismo, e como já circula nas redes sociais medidas que lembram a de um verdadeiro "Ditador". Tal atitude é tida por todos como ilegal, pois viola diversos princípios e garantias asseguradas ao profissionais locais.

Os professores estão articulando a entrada de um mandato de segurança na justiça, obrigando o ressarcimento do dinheiro que não foi pago pelo gestor, tendo em vista que os mesmos estavam realizando tratativas afim de buscar um acordo justo para por fim a parada que acontece desde o dia 17 do mês corrente.

Bibi de Nenca sempre foi linha dura, mas tal atitude radical realmente remete a personagens tiranos e cruéis, como coronéis e vilões de livros e romance; Sempre foi sabido que o mesmo não parece dar muita importância a educação, já que durante seus dois primeiros mandatos o mesmo baixou salários e retirou benefícios da classe pedagógica, no que ficou conhecido como o episódio da "Rasgada do Plano de Carreira da Educação Campo-grandense". A sempre de lembrar que Bibi também está sendo investigado por disposto desvios na área da educação com valores que chegam próximos à 5 milhões de reais.

Blog CG A+

Nenhum comentário:

Postar um comentário